top of page

Leituras

insta.png
lelivros cor (1).png
leituras_0.png

Marcel Proust Curiosidades (2)

Parte 2!

 


Hoje, dia 10 de julho, comemoramos o aniversário Proust! Por isso trago mais algumas curiosidades sobre esse autor tão especial:


1. Marcel Proust nasceu durante uma época tumultuada da história da França

Proust nasceu no final da guerra franco-prussiana e era apenas uma criança durante o levante da Comuna de Paris em 1871. Muitos de seus escritos refletem as mudanças que estavam ocorrendo na França da época, assim como o declínio da classe alta e a ascensão da classe média parisiense.


2. A obra-prima de Marcel Proust foi rejeitada por vários editores

Quando Proust tentou publicar o primeiro volume de “Em busca do tempo perdido” várias editoras em Paris o recusaram. Até mesmo o famoso escritor André Gide recebeu o manuscrito e o rejeitou. Mais tarde, Gide pediu desculpas a Proust, dizendo que foi o maior erro de sua carreira. Proust acabou publicando o livro por sua própria conta e seu livro foi recebido com aclamação da crítica. Após o sucesso do primeiro volume, a Gallimard, célebre editora francesa, se ofereceu para publicar os volumes restantes. Proust recusou.




3. Marcel Proust escreveu outros romances e contos

Ainda na época de estudante, publicou artigos em várias revistas literárias diferentes. Ele também contribuiu com uma coluna de sociedade para o jornal "Le Mensuel", ajudou a fundar uma revista literária chamada "Le Banquet", na qual publicou várias peças e uma coleção de poesia e prosa chamada "Les plaisirs et les jours" (Prazeres e dias). Escreveu um “rascunho” do que viria a ser o "Em Busca" com "Jean Santeuil", que foi apenas publicado postumamente.


4. A expressão francesa “La madeleine de Proust” foi inspirada nele.

A expressão “La madeleine de Proust" (a madeleine de Proust) faz referência a um trecho do primeiro livro do “Em Busca”. Ela descreve um momento em que o narrador come uma madeleine e relembra o momento em que era criança e provou uma madeleine com o chá. Proust descreve o momento em grande detalhe, e o narrador é dominado pelas emoções e memórias que voltam quando ele come o bolinho. Esse é apenas um dos muitos momentos em “Em busca do tempo perdido” que examina as memórias e o efeito que elas podem ter na vida de uma pessoa.




 

Gostou do livro?

Compre pelo meu link na Amazon: https://amzn.to/3ARNqsx

E ajude a apoiar o Gigi Dá Aulas!⁣

Komentar


bottom of page