top of page

Leituras

insta.png
lelivros cor (1).png
leituras_0.png

Projeto Literatura Francófona 2022

12 livros para 2022!

 

1. O que é o Projeto Literatura Francófona?


Em 2021, organizei nas minhas redes sociais o Projeto Literatura Francesa, com o intuito de promover e popularizar conhecimentos sobre autores clássicos de língua francesa. Durante todo o ano de 2021, a cada mês, abordei um autor francês diferente, trazendo curiosidades acerca de sua vida e obra assim como sugestões de leitura. Conversamos lá no @gigilelivros sobre Simone de Beauvoir, Jean-Paul Sartre, Victor Hugo, Marguerite Duras, Voltaire e Molière, para citar alguns.


Neste ano de 2022, o Projeto segue, mas de cara nova. Uma primeira mudança importante já está no nome: O Projeto Literatura Francesa agora se chama Projeto Literatura Francófona. Meu objetivo por trás dessa troca de nome é desconstruir a ideia de que a língua e a literatura de expressão francesa só acontecem na França. Você sabia que, na verdade, o francês é falado em mais de 50 países? O conjunto de países, regiões e pessoas que falam francês é chamado de francofonia!


São vários países na África, na Europa e na América que falam e escrevem no idioma. Certamente você já ouviu falar em Victor Hugo e Gustave Flaubert. Mas você sabia que Georges Simenon, da Bélgica, é um dos maiores nomes da literatura policial francesa? E que Alain Mabanckou, do Congo, é um dos maiores nomes da literatura francesa contemporânea?


Esse ano, não vamos esquecer os clássicos autores franceses que tanto amamos. Mas se juntarão a eles incontáveis nomes da literatura francófona que também merecem atenção.




2. Como o Projeto vai funcionar?


Além da mudança no nome, esse ano também temos outra novidade: o projeto está organizado por categorias. Inspirada no "Desafio Literature-se" da querida Mell Ferraz (@blogliteraturese), criei doze categorias - uma para cada mês do ano - nas quais vamos inserir diferentes livros.


A ideia é que, a cada mês, possamos nos dedicar a um tipo diferente de "gênero" ou "categoria literária". Para cada mês do ano, temos uma categoria - então, 12 meses, 12 categorias, 12 livros para o ano. Aqui embaixo, na próxima seção, você encontra uma explicação para cada uma das categorias e também o livro que eu estarei lendo em cada mês de 2022.


Ou seja, para cada categoria, selecionei um livro e, ao longo do ano, todo mês, vou compartilhando a minha leitura escolhida com vocês nos stories lá no Instagram. Você pode optar por fazer a leitura que eu escolhi também - ou, você pode escolher o livro que quiser que se encaixe na categoria do mês!


Vou sempre dar dicas de outros livros que se encaixem em cada categoria. Assim, você pode me acompanhar na leitura do livro que eu escolhi ou você pode selecionar outro que se adeque mais aos seus gostos de leitura.


Se você não sabe como selecionar as suas leituras, não se preocupe. No início de cada mês, vou trazer sugestões de 5 livros franceses que se encaixem em cada uma das categorias.



3. Quais são as categorias?


JANEIRO

Categoria: Primeiro Livro Publicado pelo Autor

Livro Escolhido: "A Convidada", Simone de Beauvoir

Indico a seguinte edição: https://amzn.to/3HTAg1


Aqui, a ideia é ler o primeiro livro que determinado autor publicou na vida, aquele que tornou-o, de fato, um escritor. Você pode, por exemplo, escolher um de seus autores favoritos ou um que você tenha curiosidade em conhecer e pesquisar qual foi o primeiro livro que ele lançou. No meu caso, escolhi "A Convidada", de uma das minhas autoras favoritas, Simone de Beauvoir.






FEVEREIRO

Categoria: Livro de um Autor Clássico Favorito

Livro Escolhido: "20 Mil Léguas Submarinas", Jules Verne

+ Bônus: "Cândido", Voltaire

Indico a seguinte edição: https://amzn.to/3HYPEdf


Como eu expliquei antes, esse ano teremos de tudo. Autores de diversos países diferentes, autores contemporâneos e de diferentes gêneros - sem deixar os grandes clássicos de lado. Por isso, em fevereiro, você pode escolher um livro que você ainda não leu de um autor clássico que você já conheça e goste. Ou, você pode reler o livro desse autor que te marcou. No meu caso, serão duas releituras de dois livros que me marcaram muito, (essa categoria é o meu fraco, gente) teremos então "20 Mil Léguas" e "Cândido".



MARÇO

Categoria: Literatura QUEER ou Literatura LGBTQIA+

Livro Escolhido: "O Imoralista", André Gide

Indico a seguinte edição: https://amzn.to/3tis1s2


Aprendi com a Natália Nodari @oseguncodu que a palavra diversidade é usada inclusive para se referir às tentativas de definição de Literatura Queer. Para os fins do Projeto, vamos entender essa categoria englobando toda obra literária escrita por pessoas da comunidade LGBTQIA+ ou livros que possuam personagens não estereotipados dela. Vou trazer uma lista pra vocês apenas com autores franceses que mantiveram relações homoafetivas e escreveram sobre elas.


Aproveito para deixar aqui um trecho do trabalho "Entre a Teoria e a Literatura Queer: um estudo em contos brasileiros contemporâneos', da Natália Nodari, que eu já conhecia como excelente escritora e que descobri também excelente pesquisadora:


"Para aqueles que possuem uma identidade tida como socialmente adequada, ler a literatura queer é realizar um exercício de alteridade. É adentrar no universo considerado torto, incomum, antinatural e perceber que, para que certas identidades sejam tidas como incorretas, é necessário que existam outras tidas como verdadeiras, corretas. [...] Para além de seu efeito estético – que pode ou não agradar a todos – a literatura queer serve para provocar, para incitar novas perspectivas, queimando nossas línguas. A literatura queer é quente, recém-tirada do forno."

Natália Rosa Nodari, @osegundocu


Para quem tiver interesse no trabalho da Natália, deixo aqui o link.


ABRIL

Categoria: Livro de uma Autora Clássica Favorita

Livro Escolhido: "O Amante", Marguerite Duras

+ Bônus: "Hiroshima, mon amour", "Dix heures et demie du soir en été", da mesma autora

Indico a seguinte edição: https://amzn.to/33nOUPI


Um mês todo e só pra elas, as mulheres da literatura clássica. Assim como em Fevereiro, a ideia aqui é escolher um autor clássico que você goste bastante para voltar a lê-lo, ou fazer uma releitura de um livro que você já gosta. No meu caso, vou para mais uma releitura de "O Amante". Pretendo ler também dois outros livros da autora que infelizmente, no momento em que escrevo este texto, não consegui encontrar traduções para o português. Trarei também uma lista pra vocês com outros títulos, todos escritos por grandes autoras.






MAIO

Categoria: Livro Autobiográfico ou de Autoficção

Livro Escolhido: "As Palavras", Sartre

+ Bônus: "O Menino Negro", Laye Camara

Indico a seguinte edição: https://amzn.to/31PR8qO e https://amzn.to/3thw4Vi


Em uma autobiografia, o próprio autor se coloca na narrativa como personagem principal para narrar suas memórias. Em uma autoficção, o personagem pode ser o próprio autor ou inspirado nele, e a narrativa tem um pacto com a ficção, o autor tem um pouco mais de liberdade para adicionar detalhes, romancear suas memórias ou criar uma narrativa baseada na sua história de vida. Os francese são grandes fãs desse estilo literário! Teremos então opções bem variadas. Você pode optar por uma autobiografia ou uma autoficção aqui - no meu caso, escolhi uma de cada.


JUNHO

Categoria: Livro de Autor Contemporâneo

Livro Escolhido: "Submissão", Michel Houellebecq

Indico a seguinte edição: https://amzn.to/3r55IDf


Um mês dedicado apenas aos inúmeros autores de expressão francesa que fazem sucesso com seus livros atualmente. Você talvez já tenha ouvido falar em Annie Ernaux, Patrick Modiano, Leila Slimani, Édouard Louis e muitos outros. Se ainda não ouviu, fica tranquilo que conversaremos muito sobre eles durante esse mês. Minha escolha para essa categoria foi a de um dos escritores mais polêmicos da atualidade, Michel Houellebecq.



JULHO

Categoria: Suspense ou Mistério

Livro Escolhido: "A Vida Secreta dos Escritores", Guillaume Musso

Indico a seguinte edição: https://amzn.to/3HV3soZ


Aqui vale suspense policial, thriller, mistério, suspense psicológico, o que você preferir! Desde que seja daqueles livros que a gente fica nervoso querendo saber como vai terminar. Para essa categoria, decidi dar uma segunda chance a Guillaume Musso. Em 2018, quando morava na França, só se falava nele. Li "Um apartamento em Paris"e lembro de não gostar muito. Mas como muitos de vocês me indicaram "A Vida Secreta dos Escritores", decidi tentar fazer as pazes com o autor.


AGOSTO

Categoria: África Francófona

Livro Escolhido: "Moisés Negro", Alain Mabanckou


Não vale França, não vale Bélgica, não vale Canadá. Em julho, a proposta é que você descubra um dos talentosos escritores de países africanos de língua francesa que estão bombando atualmente. Pode deixar que, caso você não conheça muitos nomes, vou trazer uma seleção bacana pra nós. Minha escolha é o livro "Moisés Negro", de Alain Mabanckou, autor franco-congolês tido como um dos maiores nomes da literatura de língua francesa na atualidade.





SETEMBRO

Categoria: Livro que Marcou a História

Livro Escolhido: "Um Feminismo Decolonial", Françoise Vergès

Indico a seguinte edição: https://amzn.to/3qfzZ36


Em setembro, vou trazer uma seleção de livros que marcaram a história - antiga e atual - no âmbito da literatura, política e estudos sociais. Meu livro escolhido será uma releitura de um livro muito especial que além de ter marcado a história dos estudos feministas, também me marcou pessoalmente.





OUTUBRO

Categoria: Livro de Poesia

Livro Escolhido:"A Voz dos Botequins e outros poemas", Verlaine

Indico a seguinte edição: https://amzn.to/3f9kmnD


Um mês dedicado aos grandes poetas de língua francesa. Vou trazer dicas de livros para quem já é acostumado com o gênero - mas também para quem tem curiosidade em começar a ler e entender poesia. Minha escolha do mês é um livro bilíngue, de excelente tradução, "A Voz dos Botequins e outros Poemas", do célebre Paul Verlaine.


NOVEMBRO

Categoria: Literatura Francófona

Livro Escolhido: "Herança", Miguel Bonnefoy

Indico a seguinte edição: https://amzn.to/31NrbrL


Vale França, vale Bélgica, vale Canadá e os muitos países da África Francófona. Em novembro, vamos celebrar a diversidade da língua e literatura de lingua francesa presente nos mais diversos cantos do mundo. Minha escolha foi o livro de Miguel Bonnefoy, autor franco-venezuelano!


DEZEMBRO:

Categoria: Livros com Protagonistas Mulheres Fortes

Livro Escolhido: "Ousadas", Pénélope Bagieu

Indico a seguinte edição: https://amzn.to/3HSuFsq

Vamos fechar o ano lendo mulheres. Autoras mulheres escrevendo sobre mulheres. Vou trazer uma seleção de peso pra nós. Minha escolha dessa lista talentosas escritoras é "Ousadas", uma HQ da Pélélope Bagieu, que narrou e ilustrou a vida de diversas mulheres que foram esquecidas na história, apesar de terem-na marcado.





Está dada a largada! Bora ler 12 livros ao longo do ano das mais diversas regiões do mundo onde se fala a língua francesa.

Comentarios


bottom of page