top of page

Leituras

insta.png
lelivros cor (1).png
leituras_0.png

A Filha Perdida - Elena Ferrante

Ler Elena Ferrante é se olhar no espelho.

 


Em "a filha perdida", acompanhamos a história de uma mãe solteira, com duas filhas já crescidas, tirando férias e repensando seu passado, as experiências vividas ao curso da vida, com especial atenção para sua relação com as filhas.


Nessa narrativa cheia de simbolismos, Ferrante tece personagens cruelmente reais. Apaixonantemente reais. Para além da história, o que me chamou atenção no texto da autora é a sinceridade com que ela nos apresenta seus personagens - seus defeitos, seus pensamentos íntimos e seus desejos mais vis são expostos com a transparência e a destreza dos grandes escritores.


Leitora de primeira viagem de um livro da Ferrante, conversei sobre isso com a Paula, do @psicanalise.feminista, que já leu toda a obra da autora - e é fã de carteirinha! - para confirmar minhas suspeitas: amando ou odiando os personagens dos seus livros, a verdade é que eles servem como um espelho. Ao acompanharmos suas narrativas, na realidade descobrimos muito mais sobre nós mesmos do que sobre eles.


Para além do enredo em si, os papéis delegados aos personagens da história cumprem uma função específica - despertar sentimentos no leitor. Por isso, fica o nosso convite pra você: leia Elena Ferrante, se emocione com os seus personagens; sinta raiva, amor, tristeza, empatia pelas ações e falas de cada um deles - e então reflita sobre sua relação com esses sentimentos.


Com esse livro, descobri também o “efeito Ferrante”: depois de ler um livro dela, impossível não querer ler outros.


 

Gostou do livro?


Compre pelo meu link na Amazon: https://amzn.to/3xX90Kc

E ajude a apoiar o Gigi Dá Aulas!⁣



Komentarai


bottom of page