top of page

Leituras

insta.png
lelivros cor (1).png
leituras_0.png

Homens Imprudentemente Poéticos - Valter Hugo Mãe

Você já ouviu falar na Floresta dos Suicidas?⁣

 

É para dentro dessa floresta, próxima ao monte Fuji, no Japão - onde dezenas de pessoas rumam todos os anos para enforcar-se - que Valter Hugo Mãe nos leva em seu livro "homens imprudentemente poéticos".⁣

Aqui, a escrita poética do autor encontra a cultura milenar do Japão antigo. Insipirado em uma viagem que fez a esse país, ele escreve a história de um artesão e de um oleiro vivendo em uma pequena aldeia, perdida no tempo, nesse país tão distante.⁣

O artesão de leques vive entre o atordoamento e o mau agouro - porque no instante em que algum animal morre, ele é capaz de prever o futuro. Já o oleiro, seu antagonista, vive nutrido da força da saudade e do amor por sua mulher que morreu. Juntam-se a esses dois personagens ainda outros, cada um deles representando uma característica da cultura japonesa - mas nos levando a refletir sobre a nossa própria.⁣

Ao mesmo tempo em que nos leva para acompanhar seus personagens em suas jornadas simbólicas de descobrimento, o autor nos convida a refletir sobre a maneira ocidentalizada de pensar e refletir sobre a morte - sobre como nos afastamos dessa ideia e nos assustamos com ela.⁣

Meu favorito incontornável do Mãe segue sendo "o filho de mil homens". Porém, depois de chegar ao final da leitura de "homens imprudentemente poéticos" e pensar sobre os simbolismos no texto que explicam esse título tão lindo, impossível não se apaixonar por mais esse livro que atesta a delicadeza e maestria do autor com as palavras.⁣

Quando estou na dúvida do que ler, leio Valter Hugo Mãe e sempre dá certo.



 

Gostou dos livros?

Compre pelo meu link na Amazon: https://amzn.to/3iDnpXF

E apoie o Gigi Dá Aulas!⁣

Comments


bottom of page