top of page

Leituras

insta.png
lelivros cor (1).png
leituras_0.png

Dicas Literatura Canadense (em língua francesa)

Não é apenas na França que se fala francês!

 

A língua e a literatura em língua francesa existem também em diversos países espalhados pelos sete continentes. Hoje, em parceria com a Paula Volkart, do @francaispartout, trazemos para vocês algumas autoras imperdíveis diretamente do Quebéc, região no Canadá onde as línguas oficiais são tanto o inglês quanto o francês - e por conta disso, alguns dos grandes nomes da literatura escrita em língua francesa moram por lá - bora conferir então algumas escritoras canadenses contemporâneas que fazem sucesso no Canadá e no mundo todo:


Évelyne de la Chenelière:

Escritora e atriz canadense, ganhou um dos prêmios mais prestigiosos do teatro francês em 2006 por sua peça 'Désordre Public', que serviu de base para um grande sucesso de cinema, "Monsieur Lazhar", indicação ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2012.





Kim Thúy:

Nascida no Vietnã, de onde fugiu em função da guerra em 1978, Kim encontrou refúgio no Canadá, onde naturalizou-se e passou a viver. A escritora ganhou o Prêmio do Governador Geral de ficção em língua francesa de 2010 com seu romance de estréia "Ru".



Marie Laberge:

Atriz, educadora e escritora, Marie recebeu inúmeros prêmios por suas obras literárias, tanto seus romances quanto suas peças são muito celebradas no Canadá - principalmente 'C'était avant la guerre à l'Anse à Gilles'. Além de tudo isso, escreveu até mesmo uma letra de música para Céline Dion, 'Le temps qui compte'.




Naomi Fontaine:

Conhecida também como uma das escritoras de literatura contemporânea em língua francesa mais proeminentes do Canadá. Nascida em uma reserva indígena no Quebec, Naomi obteve sucesso imediato com seus lindíssimos romances 'Kuessipan' e 'Manikanetish.'





Anaïs Barbeau-Lavalette:

Escritora, diretora de cinema e roteirista canadense do Quebec. Dirigiu documentários, escreveu livros que se tornaram grandes best-sellers e recebeu prêmios literários, principalmente graças ao seu segundo romance, 'la femme qui fuit', sobre a vida de sua avó, que também foi a vida de muitas mulheres.



 

Comments


bottom of page